Diferença entre implante e transplante capilar

Diferença entre implante e transplante capilar: qual escolher?

Hoje em dia, com os procedimentos e avanços do transplante capilar, as técnicas vem melhorando e se aprimorando cada vez mais. E essa cirurgia vem sendo muito procurada por conta dos resultados positivos únicos.

Muitos não sabem, mas não são só as mulheres que sofrem com a queda dos fios. Na verdade, o implante e transplante capilar são muito procurados pelos homens, já que eles sofrem mais com a calvície.

Geralmente, ela é causada por problemas, como: genética, falta de ferro no organismo, alimentação ruim, doenças e queda da estrutura capilar.

É aí que entra a baixa autoestima, atrapalhando a vaidade e minando a confiança. Esse poderoso procedimento vem para melhorar sua qualidade de vida, evitando que se preocupe no futuro com a queda de cabelo.

Se aplicada com bons médicos, o implante e transplante capilar podem ser ainda mais efetivos. Continue lendo e entenda mais sobre esses procedimentos e qual é adequado para você!

Implante e transplante capilar: tem diferença?

O implante capilar é um procedimento de cabelos artificias, em que os fios sintéticos são implantados na área da calvície.

Ele tem um resultado rápido, mas em pouco tempo, o corpo pode não se adaptar com o cabelo artificial, fazendo com que o organismo rejeite os fios. Esse modo não é muito recomendado no Brasil, por não ter um material 100% compatível.

Agora o transplante capilar, tem como função colocar folículos capilares saudáveis na região da calvície. Quando acontece todo o procedimento, os folículos começam a formação de cabelo no local implantado.

Essa é umas das formas de resolver uma solução de definitiva para a calvície androgenética, aquela que é hereditária, e ter um resultado natural.

Conheça dois tipos de transplantes capilares com bons resultados

1 – FUT (Transplante de Unidade Folicular), que retira uma faixa de pele do couro cabeludo do local doador, geralmente na nuca e laterais da cabeça, separando os fios e então o transplanta na parte onde está a calvície.

Esse procedimento é o método mais rápido, mas deixa uma cicatriz mais visível no local de retirada.

2 – FUE (Extração das Unidades Foliculares), que como já deu para perceber, retira alguns fios (um por um) de um local saudável e transplanta na região onde está a queda de cabelo.

Para ter bons resultados nesses procedimentos, é importante escolher uma boa clínica de transplante capilar, evitando arrependimentos no futuro por uma cirurgia mal feita.

Antes de escolher seu procedimento, tome os cuidados necessários

É sempre bom lembrar dos cuidados que você deve tomar antes e depois de um transplante capilar, já que é importante tomar todas as precauções antes mesmo de entrar na sala de cirurgia.

Alguns cuidados que você deve tomar são: não cortar o cabelo na área que será retirado o fio saudável, não realizar o uso de medicamentos ou de álcool, cigarro, drogas, entre outros.

Após a realização do procedimento, é necessário que siga à risca as instruções do médico, como:

  • Tomar os remédios nos horários certos;
  • Receber auxílio de uma enfermeira na lavagem, que será dada na orientação do médico;
  • Dormir coma cabeça levantada nas três primeiras noites;
  • Não realizar exercícios durante cinco dias e nem a prática de esporte por três semanas;
  • Não forçar ou retirar as casquinhas que ficam no couro cabeludo.

Outras instruções são dadas pelo médico especialista em transplante capilar. Mas se você ainda tem alguma dúvida sobre o assunto ou se esse procedimento é o certo para o seu caso, deixe um comentário.

About the author

beto

View all posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *