produção de energia em hidroeletrica

Ar-condicionado gasta muita energia? Veja alguns mitos e verdades sobre o seu consumo

O ar-condicionado gasta muito energia? Essa dúvida é frequente quando as pessoas estão querendo comprar um aparelho como este para refrescar a sua casa, principalmente no verão quando o clima quente aumenta bastante.

Até poucos anos atrás, esse aparelho era símbolo de status, mas hoje em dia se popularizou muito, tornando-se um objeto comum e de grande necessidade nas residências.  No entanto, quem deseja comprar um aparelho como este deve ter em mente que a conta de energia vai aumentar consideravelmente se o uso for frequente.

O ar-condicionado consome muita energia?

Sim. O ar-condicionado gasta bastante energia ele é um dos aparelhos domésticos que mais usa energia elétrica para funcionar, o que consequentemente provoca um grande impacto na conta.

Isso acontece porque ele pertence ao grupo dos aparelhos que mais geram calor, o que consequentemente precisa de mais energia. Dentro desse mesmo grupo está o chuveiro elétrico, ferro de passar roupas, geladeira, entre outros.

No entanto, os modelos mais recentes estão vindo equipados com a tecnologia inverter, que reduz drasticamente o consumo de energia em até 60% em comparação aos modelos mais antigos.

O sensor deste aparelho faz com que o compressor diminua a sua velocidade, mas não desligando completamente ao atingir a temperatura desejada pelo usuário.

Antes de comprar um ar-condicionado para a sua residência, você primeiramente precisa observar alguns mitos e verdades sobre esse aparelho.

Mito ou verdade sobre o consumo do ar-condicionado

Para você ter ideia sobre o que é verdadeiro ou falso em relação a este aparelho observe abaixo.

A instalação do aparelho não interfere no consumo de energia

Mito. A instalação do aparelho feita da forma indicada pelo fabricante favorece o seu funcionamento. No entanto, se a instalação de ar-condicionado for feita de maneira errada o aparelho poderá consumir mais energia.

A temperatura do aparelho não interfere no consumo de energia elétrica

Mito. Usar o aparelho na temperatura mais baixa ou na temperatura máxima para o aquecimento faz com que o ar-condicionado consuma mais energia. Manter a temperatura entre 22º C a 24º C evita os gastos desnecessários de energia.

Existe um tipo de ar-condicionado para cada ambiente?

Verdade.  Existe sim um aparelho adequado para cada tamanho de ambiente, além da intensidade e fluxo de pessoas daquele local.

O ar-condicionado com tecnologia inverter é mais econômico?

Verdade.  O ar-condicionado que possui essa tecnologia funciona com um aparelho inversor de frequência, que faz o controle da compressão do equipamento. O compressor deste aparelho não é desligado, evitando desta forma os picos de voltagem e as oscilações de temperatura.

Quanto mais o ar-condicionado é potente, mais ele gasta energia?

Verdade. A potência do aparelho influencia bastante no seu consumo de energia, por exemplo, um ar-condicionado de 18.000 BTUs gasta mais do que um aparelho de 12.000 BTUs.

No entanto, você precisa tomar cuidado porque se usar um aparelho com uma potência menor em um ambiente grande irá aumentar muito o consumo de energia por que ele irá trabalhar mais para conseguir manter o ambiente na temperatura desejada.

O ar-condicionado gasta mais energia se ele não passar por manutenção?

Verdade. A falta ou falha na manutenção deste aparelho faz com que o consumo seja elevado, porque os filtros de ar sujos gastam mais energia para sugar o ar, o que consequentemente também atrapalha o seu desempenho.

Gostou deste artigo? O ar-condicionado é muito comum hoje em dia nas residências, é verdade que esse tipo de aparelho gasta mais energia do que a maioria dos eletrodomésticos, porém o consumo exagerado pode estar relacionado ao uso inadequado ou a falta de manutenção, por isso é necessário ler o manual para saber como usá-lo corretamente. Se você vai comprar um aparelho novo, prefira os modelos inverter que gastam menos.

About the author

beto

View all posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *